Nossos Projetos

Todos os projetos do programa Evento Neutro são verificados anualmente por entidades independentes para obtenção de VERs (créditos de carbono - voluntary emission reducion) por tonelada de gás carbônico removida ou por emissões evitadas. Isso garante a credibilidade e torna o evento mais sustentável.

Os projetos abaixo compõem o portifólio atual do programa:

Projeto Floresta Santa Maria - REDD

O projeto Florestal Santa Maria, situada no norte do estado do Mato Grosso, dentro da área compreendida como Amazônia Legal, ocupando uma área de 71.713,9590 hectares de floresta nativa, no município de Colniza margem direita do rio Aripuanã.

O projeto preserva o rio Aripuanã por meio da conservação da floresta evitando erosão e intervenção humana e cria uma barreira natural contra incêndios protegendo fauna e flora local. Além disso, o Florestal Santa Maria, contribui socialmente para região com 330 posto de trabalhos, curso de formação e melhoria nos serviços de saúde e educação da comunidade local. 

Projeto Cerâmica Bandeirantes & Capelli

Localizado na cidade de Capela, Alagoas, região da Caatinga, um bioma exclusivamente brasileiro, que e ocupa cerca de 844.453 Km2, o equivalente a cerca de 10% do território de país. Apesar de ser rico em recursos naturais, a Caatinga é um dos ecossistemas mais ameaçados do país. O projeto visa implementar e manter diversos projetos socioais e ambientais, como o uso de bambu, algaroba, serragem e casca de côco como combustível renovável nos fornos.

Projeto Cerâmicas São Judas Tadeu e Milenium

Localizado no Estado do Tocantins, a Cerâmica eliminou a utilização de madeira nativa do Cerrado brasileiro ao implementar tecnologias para queima de casca de arroz e outros resíduos agrícolas renováveis, promovendo a conservação da biodiversidade local e melhorando as condições de trabalho.

Projeto Pequena Central Hidrelétrica (PCH) Garganta do Jararaca

A PCH Garganta da Jararaca abastece os municípios de São José do Rio Claro, Nova Maringá e Campo Novo do Parecisental. Antigamente estas cidades obtiam energia com a queima de óleo diesel (geração térmica). A primeira do Centro-Oeste e a segunda do país a ter a chamada 'escada de peixes', que facilita a migração e reprodução da maioria das espécies locais, além de assumir outros cuidados ambientais durante a instalação.

Projeto Ecomapuá

Localizado a 30 horas de barco da capital Belém/PA, o projeto Ecomapuá conserva cerca de 90.000 hectares do bioma amazônico na Ilha de Marajó, na jusante do Rio Amazonas.